Furacão Maria devasta o Caribe e terremoto de 7.1 atinge o México

(Foto: Alfredo Estrella/ AFP)

Na madrugada desta segunda-feira (18), o Furacão Maria devastou a ilha caribenha de Dominica, após atingir a categoria 5 na escala Saffir-Simpson, segundo o Centro Nacional de Furacões (NHC, sigla em inglês) dos Estados Unidos.

Em uma rede social, o primeiro-ministro de Dominica, Roosevelt Skerrit, disse que a chegada do Maria trouxe ventos impiedosos e uma ampla devastação a ilha. Entretanto, a preocupação principal é resgatar e providenciar a assistência médica necessária para os feridos.

“Os primeiros relatos são de ampla devastação. Até o momento perdemos tudo o que o dinheiro pode comprar. Meu maior temor agora é acordar com a notícia de feridos e mortos em decorrência dos desabamentos causados pelas persistentes chuvas de verão”, escreveu Skerrit após a passagem do furacão Maria.

“Honestamente, não estou preocupado com o dano físico neste momento, porque é devastador… de fato, chocante. Meu foco agora está em resgatar os que estão retidos e providenciar assistência médica para os feridos”, disse.

Na ilha francesa de Guadalupe, o furacão deixou três mortos e 40% das residências estão sem eletricidade.

O Maria é o segundo furacão de grandes proporções a atingir o Caribe neste mês. No início de setembro, a região caribenha e a costa dos Estados Unidos foram atingidos pelo Furacão Irma, que deixou um rastro de destruição e 60 pessoas mortas.

A previsão do Centro Nacional de Furacões é que o Maria siga as Ilhas Virgens e a Porto Rico na noite desta terça-feira ou amanhã. Se o furacão não perder a força, o fenômeno será o de maior intensidade a atingir Porto Rico em 85 anos, segundo o meteorologista Gabriel Lojeto.

Terremoto de magnitude 7,1 atinge o México

Em 1985, o México foi atingido por um terremoto devastador, em que 10 mil pessoas morreram. Exatamente 32 anos depois, o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) detectou um terremoto de magnitude 7,1 no país, com epicentro perto da cidade de Izucar de Matamoros, que fica ao sul da capital mexicana.

Segundo a imprensa local, há informações de danos, vítimas e pânico entre a população. Milhares de pessoas abandonaram os edifícios empresariais e deixaram o trânsito parado no centro da Cidade do México.

Devido a data, a Secretaria de Proteção Civil mexicana realizou uma simulação de terremoto de magnitude 8.0 duas horas antes do terremoto real.

Nas redes sociais, moradores mostram os danos causados:

Para acompanhar a notícia ao vivo, acesse a TV local: http://noticieros.televisa.com/#live_stream

** Com informações do G1

COMPARTILHAR
Organics News Brasil / Estilo de viver sustentável.