Novas tecnologias podem reciclar plástico usado

(Foto: Pixabay)

A Procter & Gamble (P & G) trabalha na tecnologia patenteada, licenciada pela empresa americana PureCycle para ser implementada numa nova fábrica de reciclagem no Condado de Lawrence, Ohio.

A nova tecnologia é capaz de remover praticamente todos os contaminantes e cores do plástico usado e tem o potencial de revolucionar a indústria de plásticos, permitindo que as empresas utilizem fontes de produtos reciclados. Plásticos reciclados que fornecem desempenho e propriedades quase idênticos aos materiais virgens tem uma ampla gama de aplicações.

No final desta fase, o monômero ou os monômeros resultantes do processo de despolimerização serão purificados, com o objetivo de re-polimerizá-los, permitindo assim um processo de reciclagem até o infinito.

Eventualmente, os resíduos de plástico não degradados durante o primeiro estágio serão despolimerizados da mesma maneira em uma segunda etapa aplicando uma enzima diferente que irá polimerizar outros polímeros da mesma maneira que na primeira etapa.

Pela primeira vez na história da indústria de plásticos, é possível reciclar o desperdício de plásticos infinitamente para criar novos materiais plásticos e para realizar isso sem um processo de triagem sofisticado. Esta tecnologia visa principalmente o mercado global de garrafas de plástico (água, leite, refrigerantes, cosméticos…), embalagens e filmes.

COMPARTILHAR
Walter Santos, jornalista, diretor de tv e especialista em energia.