Petição online pede retorno da maior feira orgânica de SP ao seu local original

(Foto: Divulgação/ Site Ibirapuera/ Comunidade de Feirantes no Facebook)

Uma petição online criada pelos consumidores, feirantes e produtores paulistanos pede que a Feira Orgânica do Modelódromo do Ibirapuera, em São Paulo, volte a funcionar em seu local tradicional: a Praça Ayrton Senna.

Atualmente, a feira está sendo realizada na Rua Curitiba, em frente ao espaço ocupado anteriormente. A mudança ocorreu por conta das obras realizadas na praça. Contudo, a conclusão dos trabalhos se deu em maio e a feira continuou sendo realizada no local provisório.

“Tirar a Feira do seu espaço original irá desorganizar o que já está organizado, colocando em risco tudo o que foi construído com ótimos resultados para consumidores, produtores e feirantes”, dizem os autores da petição.

Os feirantes alegam que a realização na rua torna a feira ‘escondida’ e que boa parte do movimento caiu por conta dessa indecisão e pela falta de estacionamento no espaço da Rua Curitiba. Segundo eles, foi acordado com a Prefeitura que as barracas fossem reformadas conforme um ‘padrão’ para o funcionamento após a reforma no complexo da Praça Ayrton Senna.

“Os que assinam esta petição querem que a Feira seja mantida no mesmo local de sempre, sem prejuízo de qualquer outra atividade do Centro Esportivo e dos cuidados necessários com a praça”, finalizam.

Atualmente, a petição conta com 2.800 assinaturas; o objetivo é de 20 mil. Você pode encontrar o manifesto aqui.

Outro lado
Procurada pela reportagem, a Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude da Prefeitura de São Paulo afirmou que busca o diálogo com os feirantes para definir um espaço apropriado para feira. “Em momento algum somos contra a feira de orgânicos. Muito pelo contrário. Eu acredito demais na vocação dos orgânicos e, inclusive, sou um consumidor desses produtos e frequentador das feiras. A questão é que com a entrega do novo espaço totalmente reformado, oferecemos um espaço com uma área maior, dentro do mesmo complexo, a cerca de 30 metros de onde era realizada a feira originalmente mas houve uma recusa e resistência dos feirantes”, explicou o secretário municipal, Jorge Damião, em entrevista concedida ao GO! Guia de Orgânicos.

Segundo o secretário, o ambiente onde ficava a feira de orgânicos foi modificado e não foi projetado para receber esse tipo de atividade. O piso não comporta o peso das barracas e caminhões, por exemplo, e há esculturas pelo local. “Técnicos, arquitetos já informaram que não é possível se realizar uma feira exatamente o espaço pretendido pelos feirantes. Basta visitar o local que é fácil perceber que esse ambiente tem outro tipo de vocação. É um local contemplativo e projetado para outras atividades. A visitação da praça quintuplicou desde a inauguração da reforma”, diz.

Quanto ao peso dos caminhões no novo piso, os feirantes dizem que sugeriram o que carregadores fizessem o trabalho, mas ainda existe a questão do caminhão pipa para a limpeza após a feira

Damião ressalta que a discussão está sendo politizada como se a secretaria fosse contra a feira orgânica. “Somos favoráveis a realização da feira no complexo, contudo no lugar mais apropriado”.

A feira
A Feira do Modelódromo é a maior feira municipal de orgânicos e em transição agroecológica da cidade de São Paulo, que atrai pessoas de todos os bairros. Hoje, são 33 barracas comercializando os produtos orgânicos. O local passou a ser um dos cartões de visitas da cidade registrando uma presença de até 3.000 pessoas em um sábado.

Autor: Thalles Galvão – Guia de Orgânicos (GO!)